Warning: Use of undefined constant interno - assumed 'interno' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/centrovitoria/www/wp-content/themes/centro-vitoria/single.php on line 1
Vitória – Centro de Reabilitação e Terapia Neuromotora Intensiva | Você sabe o que é um Implante Coclear?

Vitória – Centro de Reabilitação e Terapia Neuromotora Intensiva

Você sabe o que é um Implante Coclear?

terça-feira, 8 de agosto de 2017

O implante coclear é um aparelho implantado na orelha cirurgicamente capaz de estimular diretamente o nervo auditivo, causando sensações sonoras. Esse aparelho tem uma porção interna, que fica dentro da orelha do paciente, e uma porção externa, que é acoplada logo atrás da orelha e se mantém em posição por meio de um imã.

Para estimular a audição e a fala dos pacientes com implante coclear utilizamos atividades lúdicas para conseguir a atenção e o interesse do paciente, assim aproveitamos qualquer resíduo auditivo. Nem todo implantado têm a mesma capacidade auditiva, por isso deve ser feito um trabalho de percepção do som, interpretação, busca de fontes sonoras, onde ela deverá aprender a perceber, por exemplo: o som e o silêncio.

Estimulação auditiva destina-se a aumentar a quantidade de informações de uma pessoa através da audição, contribuindo para sua percepção total.

A estimulação auditiva:

O trabalho de estimulação auditiva pela fonoaudiologia objetiva então que a criança:

– Perceba a ausência/presença do som;

– Adquira atenção ao mundo sonoro;

– Desenvolva sua audição residual;

– Aprenda a localizar a fonte sonora;

– Reconheça sons ambientais, instrumentais e da fala;

– Desenvolva memória auditiva.

Como é o som que o paciente com implante coclear escuta?

Através da estimulação o paciente passará a reconhecer os sons (ruídos) e posteriormente, passará por estágios mais avançados do trabalho que permitirão reconhecer sons da voz e futuramente a compreensão de conversas rotineiras, bem como, tentar a reprodução dos sons por meio da fala.

É no lar que a criança poderá vivenciar melhor estas experiências, relacionando o ruído com a fonte sonora e à situação em que ele se apresenta. Será um trabalho gradativo, sendo modificado à medida que a criança apresentar respostas aos estímulos recebidos (mais altos, mais baixos, sons próximos, se distanciando, graves, agudos, etc.).

Um trabalho que deve ser iniciado o quanto antes!

Esse trabalho deve ser iniciado o mais cedo possível, mesmo que a criança não utilize prótese auditiva, pois o desenvolvimento da função auditiva, através da maturação das fibras nervosas se dá nos primeiros anos de vida.

Somente o médico, através de exames irá diagnosticar o grau de perda e indicar o tipo de aparelho ou implante a ser adaptado juntamente com a fonoaudióloga. Essa última deverá, além de indicar, acompanhar a adaptação, ajuste e dar todas as orientações à família que irá ajudar a criança nessa fase.

Quem coloca um implante coclear volta a ouvir normalmente?

Não. O implante coclear permite que a pessoa implantada volte a ouvir sons. Em muitos casos é possível inclusive compreender a fala humana, mas certamente não se trata de uma audição normal (distinguir entre as vozes de diferentes pessoas, por exemplo, é muito difícil para o implantado).

Há pacientes implantados que conseguem falar ao telefone como também há pacientes cujo implante ajuda apenas a perceber os sons sem conseguir compreender a fala. O quanto a pessoa implantada será capaz de compreender depende de muitos fatores, dentre eles o tempo que a pessoa ficou sem ouvir (tempo entre a perda auditiva e a cirurgia de implante), se o paciente já ouviu em algum momento ou não, se tem algum código linguístico estabelecido (sabe se comunicar de alguma forma), etc.

Pessoas que ouviam normalmente e, por qualquer motivo, vieram a perder a audição e então foram implantadas, relatam que o som proporcionado pelo implante coclear é um tanto robótico, metálico. Por outro lado, devolver a alguém que nada escuta alguma sensação sonora, muitas vezes permitindo a compreensão da fala, é sem dúvida um grande progresso.

Inscreva-se em nossa newsletter