Reeducar a visão é conduzir a pessoa ao aprendizado do ato de ver, fazendo com que use o resíduo através de exercícios específicos baseados no funcionamento visual.

Segundo BARRAGA (1985) a reeducação visual parte de alguns princípios básicos e fundamentais, onde pode compreender que enxergar não é uma habilidade inata, ela é aprendida, e que a capacidade e e ciência visual podem ser aprendidas através de um programa sequencial de experiências visuais.

Para que serve?

Favorecer o controle do mecanismo visual e desenvolver a capacidade de discriminar, enfocar e manter o olhar, interpretar as imagens e, dar a oportunidade para a aquisição da consciência visual. (BARRAGA, 1985). Vem também proporcionar a criança condições de experimentar situações que propiciem o desenvolvimento das suas funções ópticas, que se encontram defasadas, estacionadas ou mesmo em estado latente. Este desenvolvimento na maioria das pessoas ocorre de forma natural e espontânea.

O que podemos trabalhar na reeducação visual:

A visão uns dos principais canais sensoriais, pois é através dela que recebemos a maioria dos estímulos para nosso desenvolvimento global. É por isso que durante a reeducação visual podemos atuar em diversas áreas o desenvolvimento.

Pode-se trabalhar os seguintes aspectos:

1 – Luminosidade:

  • Fixação;

2 – Esquema corporal:

  • Identificação;
  • Lateralidade;
  • Imitação de gestos simples;
  • Imitação de gestos complexos.

3 – Cores;

4 – Formas geométricas;

5 – Percepção de gravuras.