Vitória – Centro de Reabilitação e Terapia Neuromotora Intensiva

Terapia Ocupacional

Terapia Ocupacional - Vitória - Centro de Reabilitação e Terapia Neuromotora Intensiva

 

 

Setor de Terapia Ocupacional

 

 

A Terapia Ocupacional é um campo de conhecimento e de intervenção em saúde, educação e na esfera social, que trabalha com indivíduos que por razões ligadas a problemáticas específicas, físicas, sensoriais, mentais, psicológicas e/ou sociais, apresentam temporariamente ou definitivamente, dificuldade em desempenhar atividades cotidianas e de inserção e participação na vida social. As intervenções acontecem pelo uso da atividade, que é o elemento centralizador e orientador na construção do processo terapêutico, tendo como objetivo, habilitar ou facilitar o engajamento em papeis, tarefas ou atividades significativas nos diferentes contextos (AOTA, 2015; Drummond, Rezende, Bastos, 2008).

No Centro de Reabilitação Vitória, o serviço de Terapia Ocupacional visa à habilitação, reabilitação, prevenção de agravos, promoção da saúde, bem estar e qualidade de vida do paciente.

Algumas atividades desempenhadas pelo Setor de Terapia Ocupacional do Centro de Reabilitação Vitória são:

– Treino de Atividades de Vida Diária: durante os atendimentos são realizados treinos dessas atividades, como banho, uso do vaso sanitário, vestuário, alimentação, mobilidade funcional, cuidados com equipamentos pessoais, higiene pessoal (cuidados com corpo, pelos, unha, dentes), visando a independência e autonomia do indivíduo, utilizando ou não tecnologia assistiva.

– Estimulação de habilidades processuais/cognitivas: esta área de atuação contempla componentes cognitivos (atenção, memória, concentração, sequenciamento, iniciativa, organização, finalização, dentre outros) que trabalhados associados à função motora permite um melhor aprendizado.

– Estimulação de habilidades motoras: são estimuladas as funções motoras necessárias para realizar as tarefas do dia a dia. São utilizadas técnicas de manuseio, posicionamento, alinhamento, alongamento, fortalecimento, treino de coordenação motora, preensão, alcance, dentre outros.

– Estimulação sensorial: esta é a área de atuação que apresenta o enfoque de organizar o processamento dos estímulos recebidos pelo ambiente (visual, tátil, auditivo, gustativo, olfativo, proprioceptivo, vestibular, dor, sensibilidade para temperatura e pressão) visando um comportamento adequado ao contexto e aprendizagem plena.

– Prescrição e confecção de Tecnologia Assistiva: são recursos, metodologias e estratégias que visam promover o aumento, manutenção e melhora das habilidades funcionais do indivíduo. São exemplos: utensílios para alimentação adaptados (talheres, copos, pratos), mobiliários adaptados (mesa, cadeira), utensílios para higiene e autocuidado adaptados (cadeira de banho, escova de dentes, escova de cabelos), utensílios para vestuário adaptados (calçadeira, abotoador), dentre outros. A adequação postural é um ramo da tecnologia assistiva.

-Avaliação de Adequação postural: A adequação postural tem por objetivo proporcionar ao indivíduo maior conforto; aliviar pontos de pressão adequando a distribuição do peso corporal; incrementar as funções, sejam elas motoras, fisiológicas ou outras; proporcionar suporte corporal adequado; permitir alterações e ajustes.

– Prescrição e Confecção de órteses: são recursos utilizados com o objetivo de auxiliar o tratamento, prevenir contraturas e deformidades, e favorecer o desempenho funcional do indivíduo. São confeccionados com neoprene (Velcro Japão e termoplástico)

 

São utilizadas técnicas como:

 

– Pediasuit: é uma abordagem para o tratamento de indivíduos com distúrbios neurológicos. No setor de Terapia Ocupacional o protocolo é realizado por duas terapeutas ocupacionais com formação no método, com objetivos específicos dessa área visando maior independência e autonomia nos diferentes contextos.

– Terapia por Contensão Induzida: é um tratamento com abordagem comportamental para a neuroreabilitação e tem por objetivo promover o aumento e a melhora no uso do membro superior de pessoas com uso assimétrico do mesmo, tendo benefícios assim na quantidade e na qualidade do uso deste.

– Kinesio tape neuromuscular: É uma técnica que utiliza uma bandagem elástica adesiva não medicamentosa aplicada sobre a pele, que envia informações sensoriais proprioceptivas. Apresenta benefícios como o de melhorar a contração muscular e a resistência à fadiga; diminuir quadro álgico; melhorar a circulação sangüínea e linfática; adequar o tônus muscular; colaborar na estabilização articular; favorecer o aumento da amplitude de movimento.

 

“TUDO QUE A CRIANÇA PUDER FAZER SOZINHA, NÃO FAÇA POR ELA, E TUDO QUE ELA NÃO PUDER FAZER SOZINHA, FAÇA COM ELA”!